2 de mar de 2015

Lista de professores promovidos na prova de mérito

Lista aqui

Promoção: professores promovidos


A lista com o nome dos educadores da rede estadual paulista que foram promovidos pelo programa de Valorização pelo Mértito já pode ser consultada. Os professores, diretores e supervisores de ensino aprovados receberão uma promoção de 10,5% mensal de acordo com ... Leia Mais

12 de fev de 2015

SARESP/ 2014. Resultado

O pagamento, e o resultado em relação ao bônus que  compõem o IDESP – (Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo),e as escolas contempladas  ao que se refere o mesmo, esta previsto para os dias finais de março de 2014.

Dia 13/02/14, as escolas já podem consultar os boletins em relação a proficiência dos alunos.



Prof. Eliane Nogueira

11 de fev de 2015

Confira a lista de aprovados na certificação para gerente escolar



Confira a lista de aprovados na certificação para gerente escolar


Os servidores que participaram do processo de certificação para gerentes de organização escolar (GOE) já podem conferir o resultado final da prova a partir dessa quarta-feira (10).


O comunicado da Coordenadoria de Gestão de Recursos Humanos (CGRH) que traz a lista de aprovados foi publicada no Diário Oficial do Estado dessa quarta-feira (11). Além disso, também é possível consultar o resultado individual digitando login e senha de cadastro no site da Fundação Getúlio Vargas.

- Confira aqui o resultado individual na prova
- Acesse o resultado final e relação dos servidores certificados aqui.
Participaram do processo de certificação, os agentes de organização, secretários de escola ou assistentes de administração que atuam nas escolas estaduais. A prova foi realizada em dezembro do ano passado. Os profissionais certificados que se tornarem gerentes de organização escolar receberão mensalmente, além de seu salário, uma gratificação de R$ 1.025,10.
Sobre o cargo
A atuação dos gerentes de organização escolar, que é responsável por ações administrativas e operacionais nas unidades de ensino, permite aos diretores maior dedicação às questões de natureza pedagógica. Os candidatos certificados devem acompanhar orientações de suas diretorias de ensino sobre novas designações para a função.

Fonte de anexo: Secretaria da educação

6 de fev de 2015

Processo celetivo para o ensino integral (Como será feita a seleção?)

Resolução SE Nº 58/2014


Resolução SE Nº 58/2014


  • Dispõe sobre o processo seletivo de credenciamento de profissionais do Quadro do Magistério, para atuação nas escolas estaduais do Programa Ensino Integral, e dá providências correlatas

O Secretário da Educação, considerando a necessidade de estabelecer normas, critérios e procedimentos que assegurem eficácia, legitimidade e transparência ao processo seletivo de credenciamento de profissionais para atuação nas escolas estaduais do Programa Ensino Integral, de que tratam a Lei Complementar Nº 1.164/2012, e o Decreto Nº 59.354/2013, Resolve:


Artigo 1º - O processo seletivo de credenciamento de profissionais do Quadro do Magistério da Secretaria da Educação - QM/SE, para atuação nas escolas estaduais do Programa Ensino Integral, será realizado de acordo com a natureza e as peculiaridades das funções a serem exercidas, sob a estrutura e modelo diferenciados dessas escolas e na conformidade do que dispõe a presente resolução.
Artigo 2º - Poderão participar do processo seletivo de credenciamento, de que trata esta resolução, os integrantes do Quadro do Magistério que atendam os seguintes requisitos:
I - com relação à situação funcional:
a) sejam titulares de cargo de Diretor de Escola ou se encontrem designados nessa situação; ou
b) sejam docentes titulares de cargo ou ocupantes de função-atividade que:
b.1 - para os Anos Iniciais do Ensino Fundamental: seja Professor Educação Básica I, portador de diploma, devidamente registrado, de licenciatura plena em Pedagogia com habilitação em Magistério das Séries Iniciais do Ensino Fundamental, ou de diploma, devidamente registrado, de Curso Normal Superior, com habilitação em Magistério das Séries Iniciais do Ensino Fundamental, ou de licenciatura plena em Pedagogia obtida mediante Programa Especial de Formação Pedagógica Superior, qualquer que seja a nomenclatura do curso, com habilitação em Magistério das Séries Iniciais do Ensino Fundamental, ou ainda ser portador de diploma, devidamente registrado, de licenciatura plena em componente curricular específico, para atuar como docente especialista;
b.2 - para os Anos Finais do Ensino Fundamental e para o Ensino Médio: seja Professor Educação Básica I ou Professor Educação Básica II, portador de diploma, devidamente registrado, de licenciatura plena;
II - estejam em efetivo exercício do seu cargo ou função atividade ou da designação em que se encontrem;
III - possuam experiência mínima de 3 (três) anos de exercício no magistério público estadual;
IV - venham a aderir voluntariamente ao Regime de Dedicação Plena e Integral - RDPI em uma das escolas do Programa.
§ 1º - Poderão também participar do processo seletivo de credenciamento, nos termos deste artigo, docentes que se encontrem em situação de readaptação, neste caso apenas para atuação em Salas/Ambientes de Leitura das escolas do Programa, observadas as disposições da legislação pertinente.
§ 2º - Para atuar nas escolas do Programa Ensino Integral não será permitida a contratação de professor por tempo determinado, nos termos da Lei Complementar 1.093, de 16-07-2009, exceto para atendimento a alunos portadores de necessidades especiais, conforme dispuser a regulamentação específica.
Artigo 3º - O docente, observados os requisitos de que trata o artigo 2º desta resolução, poderá se inscrever no Programa Ensino Integral para exercer funções gestoras, desde que comprove:
I - para Diretor de Escola: ser titular de cargo efetivo, portador de diploma, devidamente registrado, de licenciatura plena em Pedagogia e/ou diploma de Mestrado ou de Doutorado, na área de Educação/Gestão Escolar, e possuir 8 (oito) anos de experiência no magistério;
II - para Vice-Diretor de Escola: ser portador de diploma, devidamente registrado, de licenciatura plena em Pedagogia e/ou diploma de Mestrado ou de Doutorado, na área de Educação/ Gestão Escolar, e possuir 5 (cinco) anos de experiência no magistério;
III - para Professor Coordenador Geral: ser portador de diploma, devidamente registrado, de licenciatura plena.
Parágrafo único - Para as designações nos postos de trabalho de Vice-Diretor de Escola e/ou de Professor Coordenador, o Diretor de Escola selecionado poderá indicar docentes que se encontrem entre os três primeiros classificados para o exercício das funções de gestor escolar.
Artigo 4º - O processo seletivo de credenciamento dos integrantes do Quadro do Magistério, de que trata esta resolução, terá as seguintes etapas:
I - Inscrição: em que o candidato deverá preencher informações profissionais e responder a questões relacionadas ao Programa Ensino Integral, sendo de sua inteira responsabilidade as implicações de tudo o quanto declarar e/ou registrar;
II - Entrevista: para avaliação dos candidatos inscritos, até atingir número suficiente para preenchimento das vagas existentes e composição de um cadastro-reserva.
§ 1º - As inscrições, bem como as entrevistas para avaliação dos candidatos, deverão ocorrer, preferencialmente, no 2º semestre do ano precedente ao de realização do processo seletivo.
§ 2º - No cálculo do número de candidatos inscritos e avaliados, necessário para o preenchimento das vagas e para composição do cadastro-reserva, a que se refere o inciso II deste artigo, considerar-se-á, por unidade escolar, a quantidade de 15 (quinze) vagas de professor e de 3 (três) vagas de gestor escolar, observada a relação de 2 (dois) candidatos por vaga.
§ 3º - O candidato inscrito será pré-classificado, com base nas respostas ao questionário da inscrição, e depois chamado para a realização da entrevista, observada a quantidade de vagas definida na conformidade do disposto no § 2º deste artigo.
§ 4º - No momento da entrevista, o candidato deverá apresentar documentos que comprovem suas informações e os dados registrados na ficha de inscrição, bem como o atestado de sua frequência ao trabalho, expedido pela escola de origem, para cômputo da pontuação de assiduidade, conforme estabelece o disposto no item 1 do § 2º do artigo 5º desta resolução.
§ 5º - Caso não se comprove algum dado ou informação prestada, o candidato não será credenciado para atuar no Programa Ensino Integral.
§ 6º - O chamamento para as entrevistas dos candidatos poderá ocorrer logo após a primeira semana do período de inscrições e, considerando a pontuação dos profissionais até então inscritos e pré-classificados, poderá ser suspenso ou até encerrado, caso se verifique o perfazimento do número de candidatos avaliados, definido nos termos do disposto no § 2º deste artigo.
§ 7º - A critério da administração e havendo necessidade de completar a composição do cadastro-reserva, os demais candidatos inscritos e ainda não avaliados deverão, ao longo do 1º semestre do ano subsequente ao da inscrição, passar pela entrevista do processo seletivo, mediante prévio agendamento.
Artigo 5º - O processo seletivo de credenciamento de integrantes do Quadro do Magistério, de que trata esta resolução, será classificatório e deverá considerar:
I - o comprometimento do profissional, referente à atuação no magistério da rede estadual de ensino, avaliado pela análise de sua frequência ao trabalho, nos 3 (três) últimos anos letivos, contados retroativamente à data-base do processo;
II - o perfil do profissional, para atuação no modelo pedagógico e de gestão desenvolvido nas escolas estaduais do Programa Ensino Integral, definido mediante avaliação por competências, a ser realizada em entrevista.
§ 1º - A data-base, a que se refere o inciso I deste artigo, será sempre o último dia útil do mês imediatamente anterior ao da abertura do período de inscrições para o processo seletivo.
§ 2º - Com o total de, no máximo, 25,0 (vinte e cinco) pontos, a avaliação do integrante do Quadro do Magistério dar-se-á na seguinte conformidade:
1 - quanto à assiduidade: com a atribuição de até 5 (cinco) pontos, aferidos de acordo com o total de ausências do servidor nos 3 (três) últimos anos letivos, observada a tabela de pontos constante do Anexo I que integra esta resolução;
2 - quanto ao perfil: com a atribuição de até 20 (vinte) pontos, aferidos de acordo com a análise da compatibilidade do perfil do candidato frente ao perfil exigido para o desempenho das atribuições relativas ao Regime de Dedicação Plena e Integral.
§ 3º - Na apuração da frequência do candidato, para pontuação da assiduidade, será descontada toda e qualquer ausência, exceto as referentes a férias, licença à gestante, licença-paternidade, licença-adoção, licença-prêmio e às convocações de órgãos centrais ou subsetoriais da Pasta para ações formativas.
§ 4º - Na análise da compatibilidade do perfil será utilizada a avaliação por competências, definidas relativamente às premissas do Programa Ensino Integral, sendo que, para cada competência, haverá aferição de 1,0 (um) a 4,0 (quatro) pontos, de acordo com os resultados da avaliação do candidato, na seguinte conformidade:
1 - o candidato não apresenta a competência: 1,0 (um) ponto;
2 - o candidato apresenta parcialmente a competência: 2,0 (dois) pontos;
3 - o candidato apresenta a competência: 3,0 (três) pontos;
4 - o candidato supera as expectativas na competência: 4,0 (quatro) pontos.
§ 5º - O integrante do Quadro do Magistério será classificado com base em sua pontuação final, resultante do somatório das pontuações que obtiver nas avaliações previstas nos itens 1 e 2 do § 2º deste artigo.
§ 6º - A classificação dos candidatos dar-se-á por ordem decrescente das respectivas pontuações.
§ 7º - Em caso de empate na classificação dos candidatos, o desempate dar-se-á na seguinte ordem de prioridade:
1 - pela maior pontuação obtida na avaliação do perfil, a que se refere o inciso II deste artigo;
2 - pela menor quantidade de premissas com pontuação mínima (1,0 ponto) na avaliação do perfil, a que se refere o inciso II deste artigo;
3 - pela maior pontuação obtida na classificação do processo anual de atribuição de classes e aulas, em nível de Diretoria de Ensino, quando se tratar de seleção de docentes.
Artigo 6º - Atendidos os requisitos estabelecidos no artigo 2º desta resolução, os integrantes do Quadro do Magistério que se encontrem em efetivo exercício na unidade escolar que aderir ao Programa Ensino Integral terão, na indicação para atuar pelo Programa na própria escola, prioridade sobre candidatos de outras unidades escolares.
§ 1º - A prioridade, a que se refere o caput deste artigo, será conferida, aos servidores que se encontrem em efetivo exercício na unidade escolar no momento da adesão formal da escola ao Programa Ensino Integral.
§ 2º - Para assegurar a manutenção da prioridade que lhe foi conferida, nos termos do § 1º deste artigo, até o momento de sua designação para atuação no Programa, o servidor não poderá se afastar de sua unidade escolar para ter exercício em unidade/órgão diverso.
§ 3º - Os servidores da unidade escolar indicados com prioridade deverão participar de todas as fases do processo seletivo de credenciamento e serão classificados em faixa de classificação prevalecente à dos candidatos de outras unidades escolares.
§ 4º - A prioridade, de que trata este artigo, restringe-se, no caso de docentes, à indicação para atuar, no Programa Ensino Integral, como professor, não se aplicando essa prioridade na indicação para exercício de funções gestoras, exceto quando o docente, no momento da adesão formal de sua unidade escolar, se encontrar designado como Diretor de Escola.
§ 5º - Se o número de servidores indicados com prioridade para atuar na própria escola for superior ao número de vagas do módulo específico, far-se-á, dentre eles, a seleção dos mais bem classificados no processo de credenciamento.
§ 6º - O servidor que, nos termos do § 5º deste artigo, deixar de ser selecionado para atuar na própria escola, poderá concorrer a vagas em outras unidades escolares do Programa, mas sem qualquer prioridade sobre os demais candidatos.
§ 7º - Caso não seja selecionado nas situações previstas nos parágrafos anteriores, o profissional será classificado no cadastro-reserva, a que se refere o inciso II do artigo 4º desta resolução, ficando-lhe mantida a prioridade prevista no caput deste artigo, relativamente a uma nova seleção de candidatos que possa vir a ocorrer em sua antiga unidade escolar, desde que não tenha declinado de vaga similar em momento anterior.
Artigo 7º - No ocasional surgimento de vagas de Professor Coordenador Geral, de Vice-Diretor de Escola ou de Diretor de Escola em unidade escolar já participante do Programa Ensino Integral, poderão ser considerados os docentes que atuam em Regime de Dedicação Plena e Integral na própria unidade escolar, antes de se utilizar a relação dos profissionais classificados no processo de credenciamento, desde que os docentes selecionados atendam os requisitos de que trata o artigo 3º desta resolução e apresentem o perfil exigido para o exercício da correspondente designação.
Artigo 8º - O integrante do Quadro do Magistério, que já atue no Programa Ensino Integral e que pretenda mudar sua sede de exercício, mediante nova designação, para outra unidade escolar do mesmo Programa, deverá participar regularmente do processo seletivo de credenciamento, nos termos desta resolução, comprovando possuir, no mínimo, 3 (três) anos de atuação pelo Programa na escola em que se encontre designado.
§ 1º - A fim de se garantir estabilidade à composição da equipe escolar, com relação a docentes de determinada escola do Programa, a possibilidade de atendimento à pretensão de que trata o caput deste artigo deverá respeitar os limites fixados na tabela constante do Anexo II, que integra esta resolução, observada a proporcionalidade relativa à totalidade de docentes da referida escola.
§ 2º - À vista do limite que se defina para a escola, o atendimento, a que se refere o § 1º deste artigo, far-se-á com a indicação, por ordem decrescente, dos docentes que possuam maior tempo de designação pelo Programa na própria unidade escolar.
§ 3º - No caso de empate nos tempos de designação dos docentes na própria escola, o desempate dar-se-á na seguinte ordem de prioridade:
1 - pelo maior tempo de designação no Programa;
2 - pela maior pontuação no processo anual de atribuição de classes e aulas, em nível de unidade escolar;
3 - pelo maior tempo de serviço no Magistério Público Oficial desta Secretaria da Educação, observado o campo de atuação.
§ 4º - Tratando-se de servidores designados para o exercício de funções gestoras, inclusive o titular de cargo de Diretor de Escola, se for o caso, o atendimento à pretensão de mudança de sede de exercício contemplará 1 (um) único candidato, que se distinguirá pela apuração do maior tempo de designação em função gestora na própria unidade escolar, sendo que, em caso de empate, o desempate dar-se-á na seguinte conformidade:
1 - pelo maior tempo de designação no Programa;
2 - pelo maior tempo de serviço exercido em funções gestoras em unidade(s) escolar(es) desta Secretaria da Educação;
3 - pelo maior tempo de serviço prestado no cargo de que é titular ou na função-atividade que ocupe.
§ 5º - Não poderá haver interrupção de exercício entre as designações do integrante do Quadro do Magistério na mudança de uma escola para outra, nos termos deste artigo.
Artigo 9º - O processo seletivo de credenciamento deverá ser realizado pela Diretoria de Ensino, com divulgação por meio de edital, a ser publicado no Diário Oficial do Estado e afixado em todas as escolas de sua circunscrição.
Parágrafo único - Deverão constar do edital:
1 - os requisitos para inscrição;
2 - as etapas e o cronograma do processo;
3 - a relação das unidades escolares do Programa Ensino Integral.
Artigo 10 - O Dirigente Regional de Ensino deverá indicar, em sua circunscrição, os profissionais que atuarão na avaliação dos candidatos.
§ 1º - Cada banca de avaliação que irá realizar as entrevistas deverá ser composta por 2 (dois) profissionais devidamente capacitados em orientação técnica específica para este fim.
§ 2º - Caberá ao Dirigente Regional de Ensino a publicação, no Diário Oficial do Estado, dos resultados do processo seletivo de credenciamento.
Artigo 11 - Cada processo seletivo de credenciamento terá validade de 12 (doze) meses, contados a partir da data de publicação dos resultados correspondentes.
§ 1º - A abertura de inscrições para realização de novo processo, no decorrer do mesmo ano letivo, somente poderá ocorrer quando o número de candidatos credenciados, em reserva, for insuficiente para o preenchimento das vagas existentes.
§ 2º - A validade de um processo seletivo, bem como de sua classificação, será automaticamente cessada com a publicação da classificação de um novo processo, independentemente de haver ou não transcorrido o prazo de 12 (doze) meses.
§ 3º - Esgotadas as possibilidades de preenchimento das vagas por profissionais da mesma Diretoria de Ensino e não havendo, por qualquer motivo, condições para abertura de novo processo, poderão ser considerados os profissionais classificados no processo seletivo de outras Diretorias de Ensino, valendo-se da mesma pontuação.
Artigo 12 - Aos professores que atuarem nas escolas estaduais do Programa Ensino Integral aplicar-se-ão, no que couber, as disposições da legislação que regulamenta o processo anual de atribuição de classes e aulas.
Artigo 13 - A Coordenadoria de Gestão da Educação Básica - CGEB e a Coordenadoria de Gestão de Recursos Humanos - CGRH poderão baixar instruções que se façam necessárias ao correto cumprimento do disposto na presente resolução.
Parágrafo único - Os casos omissos serão decididos pela Diretoria de Ensino, ouvidas, no que couber, as coordenadorias a que se refere o caput deste artigo.
Artigo 14 - Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação, ficando revogadas as disposições em contrário, em especial a Resolução SE Nº 65/2013.

Anexo I
Tabela para pontuação de assiduidade
Pontos
Nº de ausências por período
5,0
0 a 9
4,5
10 a 21
4,0
22 a 33
3,5
34 a 45
3,0
46 a 57
2,5
58 a 69
2,0
70 a 81
1,5
82 a 93
1,0
94 a 105
0,5
106 a 117
0,0
Acima de 117
Anexo II
Quantidade de docentes atendidos
Nº professores na escola
Nº de docentes para atendimento
Até 10
2
De 11 a 15
3
De 16 a 20
4
De 21 a 25
5
De 26 a 30
6
De 31 a 35
7
Acima de 35
8

27 de jan de 2015

Atribuição de aulas 2015. Mudança ref. ao dia 26/01/2015

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO / REGIÃO DE ITAPECERICA DA SERRA Av. XV de Novembro, 1668, centro, Itapecerica da Serra/SP. Telefone: 4668-9800
Página 1 de 4  
CRONOGRAMA DE ATRIBUIÇÃO DE CLASSES E AULAS DO ENSINO FUNDAMENTAL, DO ENSINO MÉDIO E DA ED. ESPECIAL – 2015. 
ALTERADO EM 26.01.2015 
Resolução SE 75, de 28/12/2013, alterada pela Resolução SE 70, de 29/12/2014 e Portaria CGRH 1, de 07/01/2015.    
ATRIBUIÇÃO – ETAPA I – HABILITADOS - LICENCIATURA PLENA (DISCIPLINA ESPECÍFICA/NÃO ESPECÍFICA E CORRELATAS) DATA LOCAL PERÍODO ATRIBUIÇÃO INTERESSADOS
28/01
UNIDADE ESCOLAR 
MANHÃ EM HORÁRIO DEFINIDO PELA UNIDADE ESCOLAR
Atribuição para composição da carga horária, na seguinte conformidade: A) Docentes estáveis; B) Docentes celetistas; C) Docentes ocupantes de função-atividade, a que se referem os §§ 2º e 3º do artigo 2º da LC 1.010/2007.
DOCENTES OCUPANTES DE FUNÇÃO ATIVIDADE P, N e F 
28/01
SEDE DA DIRETORIA DE ENSINO
TARDE HORÁRIO ESCALONADO
Atribuição para composição da carga horária, na seguinte conformidade: A) Docentes estáveis; B) Docentes celetistas; C) Docentes ocupantes de função-atividade, a que se referem os §§ 2º e 3º do artigo 2º da LC 1.010/2007, respeitando o escalonamento abaixo: DOCENTES OCUPANTES DE FUNÇÃO ATIVIDADE P, N e F BANCA 14 HORAS 16 HORAS CLASSE 01 AO 50 51 AO 83 ED. FÍSICA 01 AO 20 21 AO 34 ARTE 01 AO 20 21 AO 35 C. HUMANAS 01 AO 50 51 AO 74 LINGUAGENS 01 AO 80 81 AO 132 C. EXATAS 01 AO 80 81 AO 149
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO / REGIÃO DE ITAPECERICA DA SERRA Av. XV de Novembro, 1668, centro, Itapecerica da Serra/SP. Telefone: 4668-9800
Página 2 de 4    
29/01
SEDE DA DIRETORIA DE ENSINO
HORÁRIO ESCALONADO 
Atribuição para composição da carga horária aos Docentes Categoria O, HABILITADOS com contrato vigente em 2.015, de acordo com a classificação por banca, respeitando o escalonamento abaixo:
DOCENTES  CATEGORIA O
BANCA 8 HORAS 10 HORAS 12 horas 14 horas CLASSE 01 AO 20 21 AO 50 51 AO 64  ED. FÍSICA 01 AO 20 21 AO 41   ARTE 01 AO 15    C. HUMANAS 01 AO 20 21 AO 40 41 AO 60 61 AO 81 LINGUAGENS 01 AO 20 21 AO 40 41 AO 60 61 AO 78 C. EXATAS 01 AO 20 21 AO 40 41 AO 60 61 AO 70 ED.ESPECIAL 01 AO 07   
29/01
SEDE DA DIRETORIA DE ENSINO
A partir das 16 h.
Atribuição para composição da carga horária aos candidatos HABILITADOS à contratação remanescente do Concurso Público PEB II 2014 (homologado DOE 31/01/2014). *Observar relação de documentos que deverão ser apresentados no momento da atribuição
CANDIDATOS À  CONTRATAÇÃO
ATRIBUIÇÃO – ETAPA II – QUALIFICADOS – ESTUDANTES CURSO SUPERIOR, BACHARÉIS E TECNÓLOGOS DE NÍVEL SUPERIOR *Observar relação de documentos que deverão ser apresentados no momento da atribuição DATA LOCAL PERÍODO ATRIBUIÇÃO
30/01
UNIDADE ESCOLAR 
MANHÃ EM HORÁRIO DEFINIDO PELA UNIDADE ESCOLAR
Atribuição aos docentes da unidade escolar na seguinte ordem: A) Efetivos B) Estáveis C) Celetistas D) Categoria F E) Categoria O, já atendidos na Etapa I, com aulas atribuídas na escola. F) Remanescentes do concurso PEB II, já atendidos na Etapa I, com aulas atribuídas na escola.
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO / REGIÃO DE ITAPECERICA DA SERRA Av. XV de Novembro, 1668, centro, Itapecerica da Serra/SP. Telefone: 4668-9800
Página 3 de 4 
30/01
SEDE DA DIRETORIA DE ENSINO
TARDE 14 H 
Atribuição aos docentes não atendidos totalmente nas unidades escolares, na seguinte ordem: A) Efetivos B) Estáveis C) Celetistas D) Categoria F E) Categoria O, já atendidos na Etapa I, com aulas atribuídas na escola. F) Remanescentes do concurso PEB II, já atendidos na Etapa I, com aulas atribuídas na escola. 
Atribuição da carga horária aos Docentes Categoria O, QUALIFICADOS com contrato vigente em 2.015, nesta ordem: I – a alunos de último ano de curso de licenciatura plena; II – aos portadores de diploma de bacharel ou de tecnólogo de nível superior; III - a alunos de curso de licenciatura plena, que já tenham cumprido, no mínimo, 50% do curso; IV – a alunos do último ano de curso de bacharelado ou de tecnologia de nível superior; V – a alunos de curso de licenciatura plena, ou de bacharelado/tecnologia de nível superior, que se encontrem cursando qualquer semestre e que tenham concluído no mínimo 1 (um) semestre do curso. 
Atribuição candidatos à contratação remanescente do Concurso Público PEB II 2014 QUALIFICADOS (homol. DOE 31/01/2014) 
30/01
SEDE DA DIRETORIA DE ENSINO
TARDE 16 H
DOCENTES CADASTRADOS DE OUTRAS DIRETORIAS DE ENSINO NAS DISCIPLINAS, HAVENDO SALDO DE AULAS.
02/02   CADASTRO EMERGENCIAL. SE HOUVER NECESSIDADE, NOS TERMOS DA RESOLUÇÃO SE 23/2012.
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO / REGIÃO DE ITAPECERICA DA SERRA Av. XV de Novembro, 1668, centro, Itapecerica da Serra/SP. Telefone: 4668-9800
Página 4 de 4  
OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:  O docente ou candidato que não puder comparecer às sessões de atribuição na Diretoria de Ensino deverá encaminhar representante portando documento original com foto e procuração com firma reconhecida do interessado.  SEDE DA DIRETORIA: Av. XV de Novembro 1668- Centro – Itapecerica da Serra   
*RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS NO MOMENTO DA ATRIBUIÇÃO (ORIGINAL E CÓPIA): 
A) CANDIDATOS À CONTRATAÇÃO HABILITADOS (PORTADORES DE LICENCIATURA PLENA) – REMANESCENTES DO CONCURSO PÚBLICO DE PEB II 2014 (homologado DOE 31/01/2014).  RG e CPF;   Diploma de curso de nível superior, na disciplina especifica do concurso, devidamente reconhecido, registrado e assinado pelas autoridades competentes e também pelo diplomado ou Certificado recente;  Histórico Escolar do curso de nível superior;  Para disciplina de Ed. Física, Diploma de curso de nível superior e CREF. 
B) CANDIDATOS À CONTRATAÇÃO E DOCENTES CONTRATADOS QUALIFICADOS (Estudantes de curso de nível superior, bacharéis e tecnólogos). 
 RG e CPF;   Declaração de matrícula com timbre da instituição de nível superior, atualizada (Datada de Janeiro/2015) com indicação do semestre/ano atestando que o aluno é frequente, com o carimbo e a assinatura do resp

Confirme aqui na tabela oficial

20 de jan de 2015

Começa nesta quarta-feira (21) a atribuição de aulas na rede estadual de ensino

A partir dessa quarta-feira (21) começa a atribuição de aulas na rede estadual. O processo define a carga horária de trabalho dos docentes nesse ano letivo. Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook Na portaria que foi publicada pela Coordenador ... Fonte de anexo: Leia Mais

11 de jan de 2015

Divulgado o cronograma para atribuição de aulas na rede estadual paulista em 2015


O cronograma para atribuição de aulas foi publicado no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (8) e já pode ser consultado. O processo que define a carga horária de trabalho dos docentes na rede estadual, acontecerá a partir do dia 21 de janeiro.
- Consulte aqui a portaria na íntegra
Na portaria publicada pela Coordenadoria de Gestão de Recursos Humanos (CGRH) no Diário Oficial do Estado, os docentes poderão conferir em quais datas e horários deverão comparecer em suas escolas ou diretorias de ensino para definir as aulas que irão lecionar em 2015.

Cronograma em 2015
No dia 21 de janeiro, os docentes efetivos devem comparecer à unidade de ensino em que atuam para definir as aulas que irão lecionar nesse ano letivo. No mesmo dia, e ainda na própria escola, os docentes poderão ampliar e suplementar sua jornada de trabalho.
No dia 22, os docentes efetivos não atendidos, parcial ou integralmente em nível de unidade escolar devem comparecer à diretoria de ensino no período da manhã para a composição de sua jornada de trabalho. Ainda no dia 22, no período da tarde, serão atendidos nas diretorias de ensino os professores efetivos não atendidos na unidade escolar, para carga suplementar de trabalho.
No dia 23 de janeiro, deverão comparecer em suas diretorias de ensino, os docentes titulares de cargo que solicitaram mudança de unidade por meio do artigo 22, e os docentes que se inscreveram para atuar no Centro de Estudos de Educação de Jovens e Adultos (CEEJA), nos Centros de Estudo de Línguas (CEL), para Atribuição Sistema Prisional e Fundação Casa, Recondução PMEC, Escola da Família e Sala de Leitura.
A atribuição de aulas para os docentes da Educação Especial, contratados e candidatos à contratação, inclusive para os professores ingressantes no concurso realizado em 2013, que já teve 38 mil docentes nomeados, irá ocorrer a partir do dia 26 de janeiro de acordo com cronograma e horários definidos pelas diretorias de ensino. Os candidatos devem ficar atentos aos locais e datas, conforme publicado na portaria que pode ser consultada aqui.

Fonte de anexo:
Para saber mais, acesse a intranet da Educação

Diretores da rede estadual vão ganhar R$ 1 mil de gratificação extra todo mês


O governador Geraldo Alckmin aprovou a adoção de mais um dispositivo para valorizar os profissionais que atuam na maior rede de ensino da América Latina. A proposta de Lei Complementar PLC23, de autoria da Educação, foi sancionada e, com isso, 6.387 servidores ... Leia Mais

14 de dez de 2014



Jovens vencedores da Feira de Ciências da Educação recebem prêmios nesta sexta (12)


Nesta sexta-feira (12), serão entregues os prêmios aos jovens cientistas da rede estadual autores dos seis projetos vencedores da Feira de Ciências da Educação. Os outros quatorze projetos científicos serão contemplados com certificados de participação. A cer ... Leia Mais 





8º Prêmio Professores do Brasil reconhece trabalho de docentes da rede estadual


Nessa quinta-feira (11), foi realizada a cerimônia de premiação do 8º Prêmio Professores do Brasil. E, entre os selecionados, estão dois projetos de docentes da rede estadual paulista. Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook Com uma revista qu ... Leia Mais
 
Fonte de anexo: http://www.educacao.sp.gov.br

Prazo para a escolha da mascote do Currículo+ termina domingo (14)


Termina no próximo domingo (14) a votação que definirá a escolha da mascote do programa Currículo+. A comunidade escolar pode votar. Para isso, é preciso acessar o site do programa fazendo login com seu perfil do Facebook. Lá, é possível escolher e votar em se ... Leia Mais

Jovens que vão prestar a segunda fase da Unesp no domingo (14) podem conferir dicas


No próximo domingo (14), começa a segunda fase do vestibular 2015 da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Com início previsto para às 14h, recomenda-se que o candidato compareça ao endereço indicado com uma hora de antecedência. A saída do prédio só será pe ... Leia Mais



Olimpíada de Língua Portuguesa terá nove alunos de escolas estaduais paulistas na final


No próximo dia 17 de dezembro, em Brasília, serão anunciados os vencedores da 4ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, iniciativa do Ministério da Educação (MEC) e da Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do Cenpec — Centro de E ... Leia Mais



Pais e alunos podem realizar matrícula antecipada em escolas da rede para 2015


Os pais e alunos da rede estadual já podem realizar a matrícula antecipada para o Ensino Fundamental e Ensino Médio de escolas da capital e interior para o ano letivo de 2015. A confirmação poderá ser feita na unidade em que a matrícula foi solicitada. Siga a ... Leia Mais



Escolas são convocadas para traçar novas ações de prevenção ao bullying


Por meio das 91 diretorias de ensino, a Educação convocou as 5 mil escolas da rede estadual para ajudarem a traçar novas estratégias para assuntos como a prevenção ao bullying, o uso de drogas, a promoção à sexualidade segura e o respeito à diversidade. Os tem ... Leia Mais



Qual seu tipo de livro preferido? Questionário do Apoio ao Saber coleta opiniões de alunos


Com o objetivo de saber como o programa Apoio ao Saber estimula o hábito da leitura, inclusive na casa e na família dos estudantes da rede estadual, a Educação está realizando a aplicação de um questionário sobre o programa, um das principais ações de incentiv ... Leia Mais




Servidores realizam prova para certificação de gerente escolar neste domingo (14)

Neste domingo (14), agentes de organização, secretários de escola e assistentes de administração atuantes em escolas da rede estadual nos municípios-sede das 91 diretorias regionais de ensino farão o exame de certificação de gerentes de organização escolar. A ... Leia Mais 

Fonte de anexo:  http://www.educacao.sp.gov.br

18 de nov de 2014

Inscritos no concurso para professores de alfabetização já podem conferir edital da prova



O edital de convocação para o novo concurso que selecionará 5.734 professores que atuarão no processo de alfabetização dos alunos da rede estadual paulista já pode ser consultado pelos candidatos. No total, 77.828 docentes se inscreveram no certame, que está marcado para 30 de novembro.
- Confira aqui o edital na íntegra
O edital de convocação foi publicado no dia 14 de novembro no Diário Oficial do Estado e além da confirmação da data, a publicação informa aos candidatos o horário da prova. O concurso será realizado entre as 8h30 e 14h, com cinco horas e meia de duração. O tempo mínimo de permanência na sala de prova será de duas horas e meia. A divulgação dos locais de prova de todos os mais de 77 mil candidatos está prevista para o dia 22 de novembro.
O exame é classificatório e dividido em duas partes: uma prova com 80 questões objetivas e uma dissertativa composta de redação. Após a classificação no processo seletivo, os professores passarão por avaliação de títulos.
As referências bibliográficas com indicação de livros e artigos para o auxílio dos estudos já estão disponíveis para a consulta aqui. Os docentes aprovados na seleção vão atuar em unidades da rede estadual na capital e região metropolitana. Há ainda vagas abertas nas regiões de 

Fonte de anexo: Secretaria da educaçao S.P

3 de out de 2014

Simulado do ENEM

Faça simulado do ENEM, uma boa maneira de estudar. Faça sua inscrição clik aqui  

16 de set de 2014

Confira as propostas dos candidatos à Presidência para educação:

Aécio Neves (PSDB) defende a universalização da educação básica, dos 4 aos 17 anos, e promete criar incentivos para melhorar a formação, a carreira e a remuneração dos professores. O candidato tucano defende a vinculação das remunerações de professores à melhoria da aprendizagem dos alunos, com salário inicial atrativo e a coordenação de uma política nacional de formação de professores, com instituições formadoras públicas e privadas e secretarias municipais e estaduais de educação. Aécio quer implantar a escola de tempo integral e eliminar progressivamente o ensino noturno para jovens que não trabalham. Ele promete apoiar a modernização dos equipamentos escolares, incluindo a instalação de bibliotecas e laboratórios, computadores e acesso a internet e adequação térmica dos ambientes. Outras propostas do candidato incluem o aprimoramento do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e o compromisso de destinar 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para a área, sendo 7% ate 2019.
Dilma Rousseff (PT) promete, em um eventual segundo mandato, um governo focado na transformação da qualidade do ensino. Dilma destaca, no programa de governo entregue à Justiça Eleitoral, a decisão de destinar recursos originários da exploração do petróleo, no pré e no pós-sal, para as ações nessa área e disse que o orçamento da educação "teve considerável aumento em doze anos". Segundo ela, a soma dessas duas fontes vai permitir a implantação do PNE (Plano Nacional de Educação). A candidata também destaca a ampliação de creches e a qualificação da rede de educação integral para que atinja até 20% da rede pública até 2018. Dilma ainda garante que vai conceder, até 2018, mais 100 mil bolsas do Ciência sem Fronteiras e fazer uma mudança curricular e na gestão das escolas e criar mecanismos de valorização dos professores.
Eduardo Jorge (PV) se compromete a buscar mais recursos para as políticas públicas de saúde e educação. As duas áreas, segundo ele, terão prioridade no remanejamento dos recursos previstos no orçamento a partir de uma reforma tributária e cortes de gastos. O ambientalista promete criar carreira nacional para professores, começando pelo ensino fundamental, e definir um piso nacional que pode ter adicionais municipais, estaduais ou federal. Eduardo Jorge ainda promete realizar concursos para valorizar profissionais de educação e rever o currículo do ensino fundamental. Segundo ele, além dos conteúdos tradicionais, serão incluídas disciplinas que tratam da formação de valores do trabalho, da solidariedade, do respeito à diversidade, a observação da natureza e a música.
Eymael (PSDC) disse que vai dar prioridade à educação. Entre as promessas estão investimentos para que o ensino fundamental do país se enquadre nas recomendações da Organização das Nações Unidas e a defesa da educação inclusiva. Eymael também promete informatizar as escolas, promover o ensino integral e ampliar a oferta de cursos técnicos e profissionalizantes. Para o candidato, o currículo do ensino fundamental tem que incluir a disciplina Educação Moral e Cívica. A valorização das carreiras de profissionais de educação e o incentivo à municipalização do ensino também estão no programa de Eymael.
Levy Fidelix (PRTB) afirmou que vai implantar a informatização nas escolas, desde a alfabetização ao ensino médio, com internet de banda larga em todos os municípios. Fidelix ainda promete alimentação de qualidade para os alunos e reestruturação de cargos e salários dos professores.
Luciana Genro (PSOL) propôs uma ampliação gradual dos investimentos públicos, "coibindo o repasse para as instituições privadas de modo a universalizar o acesso a todos os níveis de educação de forma gratuita através de instituições públicas". A candidata ainda garante que vai ampliar "radicalmente" os investimentos públicos em saúde e educação.
Marina Silva (PSB) defende uma educação de qualidade, promete refundar a educação pública a partir de critérios de efetiva equidade social e promover mudanças curriculares, de metodologia e de organização e formato das escolas. A ex-senadora afirmou que vai garantir as condições para o combate ao analfabetismo nos próximos anos e avançar na superação do analfabetismo funcional, estabelecendo a meta de reduzi-lo drasticamente em quatro anos. Entre as propostas da candidata ainda estão a transformação do Programa Mais Educação em política de Estado de educação integral para toda a educação básica, investimento na infraestrutura das escolas e na construção de novas unidades e parcerias com as universidades federais para formação contínua dos profissionais que atuam na educação integral. Para Marina, também é preciso incentivar novas metodologias de aprendizagem com uso de tecnologias e garantir que valores como o diálogo, a justiça social, o respeito à diversidade, a democracia, a participação em questões socioambientais e os esportes estejam presentes nos currículos.
Mauro Iasi (PCB) diz que vai priorizar a educação pública, gratuita e de qualidade em todos os níveis. Segundo ele, as recentes decisões políticas sucatearam o sistema educacional. Iasi defende a "desmercantilização" imediata do setor, assim como o de áreas como a saúde, a moradia, os transportes "que devem se tornar imediatamente públicos através de processos de estatização com controle popular".
Pastor Everaldo (PSC) defende uma reforma na educação pautada na descentralização da gestão, mais participação de agentes privados e melhorias das disciplinas matemática e português. O candidato também defende a participação das famílias nas escolas e a expansão do Prouni (Programa Universidade para Todos) para o ensino médio, fundamental e infantil como forma de incentivar a inserção de alunos na rede privada. Segundo ele, isso possibilitará que estudantes carentes possam ter acesso ao mesmo ensino de qualidade dos brasileiro com melhores condições financeiras.
Rui Costa Pimenta (PCO) quer priorizar o ensino público, gratuito, laico e de qualidade para todos, em todos os níveis. O candidato defende a estatização das escolas privadas e o fim da municipalização do ensino. Pimenta quer garantir a autonomia escolar tanto na questão educacional quanto na área política e administrativa e colocar as escolas sob o controle da comunidade. O comunista ainda promete reabrir todas as escolas e salas de aulas fechadas, acabar com a "aprovação automática", reduzir o número de alunos por sala e fixar um piso salarial que atenda às necessidades do professor e de sua família "que hoje não poderia ser de menos de R$ 5 mil".
Zé Maria (PSTU) quer garantir os 10% do PIB para a educação. O candidato lembra em seu programa de governo que as melhorias nessa área estavam entre as principais reivindicações dos brasileiros que se juntaram às manifestações em junho do ano passado. "Lutamos por 10% do PIB para a educação já , e não em dez anos como prevê o Plano Nacional de Educação do governo", destaca

Fonte de anexo:  http://educacao.uol.com.br